Oi pessoal, tudo bem? Neste artigo, vou abordar um pouco sobre a hortelã, aquela erva maravilhosa que, quando colocamos no suco de abacaxi, dá uma refrescância incrível! Mas, será que ela realmente é boa e ajuda no processo de emagrecimento? Um estudo feito por RIBEIRO e colaboradores (2014) aponta que ela auxilia sim e muito mais, como em dores em geral, tosses, gripes e muito mais!. Por muito tempo ela foi utilizada na medicina para aliviar os excessos alimentares, sendo excelente para o sistema gastrointestinal e um poderoso diurético. Se você tem o objetivo de emagrecer, se livrar das dores inflamatórias e ter um bom funcionamento gastrointestinal, essa planta medicinal tem que fazer parte da sua rotina! Quer saber mais sobre os benefícios, como preparar os chás de hortelã, todos os cuidados que precisa ter e muito mais? É só dar continuidade à leitura. Vamos lá?

Hortelã

            Se você confunde a hortelã com a menta, tenho uma notícia: elas são plantas da mesma família (Lamiaceae) e do gênero Mentha, mas não são a mesma coisa. Para você não confundir mais, aí vai seu nome científico: Mentha sp. Essa erva possui mais de 50 espécies conhecidas, sendo muito utilizada na medicina e culinária. Ela age muito bem no trato gastrointestinal, é antisséptica, anestésica, anti-inflamatória, antioxidante, antibacteriana, antifúngica e possui excelentes vitaminas (A, B2, B6, B9 C, E e K), fibras e minerais (cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio e zinco).

            Segundo a Escola Paulista de Medicina (EPM – UNIFESP), 100 g de hortelã fresca (Mentha spicata) contém:

HortelãUnidade100 g1 folha1 colher de sopa (11.40 g)
Águag85.550.269.75
Valor EnergéticoKcal4405
Proteínag3.290.010.38
Gorduras Totaisg0.7300.08
Carboidratos (por diferença)g8.410.030.96
Fibra Alimentarg6.800.8  

Benefícios

            Agora que você sabe que a hortelã possui muitos nutrientes bons, precisa saber o que ela faz com seu corpo, quando consumida em quantidades adequadas durante o seu dia:

  • Melhora a digestão, pois relaxa os músculos do estômago e melhora o fluxo da bile. Com isso, as gorduras são mais facilmente digeridas e transformadas em energia, auxiliando também no emagrecimento e diminuição do colesterol;
  • Alivia a Síndrome do Cólon Irritado, pois diminui os sintomas como diarréia, inchaço, dor e gases;
  • É ótima para o sistema respiratório, pois ajuda a abrir as vias aéreas, principalmente em caso de gripes, asma, bronquite, entre outros. Nestes casos, ela pode ser inalada;
  • Alivia os sintomas de gripes e resfriados, pois é um eficiente descongestionante;
  • Alivia irritações de pele e alergias, pois tem efeito calmante e refrescante;
  • É uma erva excelente contra inflamações e dores de cabeça, musculares e estomacais;
  • Melhora a saúde bucal, não é a toa que muitos produtos de higiene bucal têm aquele gostinho refrescante e possuem hortelã em sua composição;
  • Alivia as náuseas, melhora a memória e auxilia na prevenção contra o câncer.

Emagrece?

            Como vimos no tópico anterior, a hortelã auxilia no processo de emagrecimento, pois melhora o fluxo da bile. Além disso, a hortelã tem propriedades calmantes e ansiolíticas, diminuindo assim o estresse passado no dia a dia. Vocês já devem saber que, quando estamos estressados, produzimos muito cortisol, que é mais conhecido como “hormônio do estresse”. Quando ele está aumentado, prejudica o metabolismo do organismo e a queima de gorduras e é aí que a hortelã age, diminuindo a produção do mesmo e te deixando mais calma. Essa erva é uma ótima estimuladora, auxiliando aqueles que possuem fadiga excessiva a conseguir praticar exercícios e fazer as tarefas diárias, pois deixa o cérebro funcionando em alta intensidade. Ela também faz com que os movimentos peristálticos (intestino e estômago) sejam mais saudáveis, prevenindo a indigestão, o inchaço e a produção excessiva de gases. Por conter grandes quantidades de fibras, ela auxilia no processo de emagrecimento e mantém o corpo funcionando. Por último, ela é um excelente diurético. Vocês sabem que, quando o corpo está inchado por causa da retenção de líquido, nosso peso aumenta, correto? Portanto, você pode utilizar a hortelã como uma aliada em seu processo de emagrecimento. Ela com certeza irá ajudar! Mas lembre-se: você emagrece quando há a junção de uma alimentação mais saudável e a prática de exercícios. Se não houver isso em sua rotina, de nada adianta tomar um monte de chá de hortelã não, viu?!

Contraindicação

            Segundo a EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), a hortelã é contraindicada para pessoas com cálculos biliares e sua essência não pode ser utilizada em bebês. Ela também é contraindicada para grávidas, lactantes, anêmicos, crianças menores de dois anos e pessoas com hipersensibilidade à planta e seus óleos essenciais.

Efeitos colaterais

            A hortelã, caso seja utilizada em demasia ou em pessoas sensíveis, pode causar reações alérgicas e dermatites. Corroborando com isso, há um estudo da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) e de ZENI e colaboradores (2017). Outros efeitos colaterais são irritações nas mucosas do estômago, enjoo, vômito, azia e sensação de má digestão, tudo isso quando utilizada em demasia.

Receitas

            Eu amo uma receitinha de chá de hortelã e faço muito em casa. Ela me auxilia quando tenho dores da fibromialgia ou estou gripada, por exemplo. Pegue papel e caneta ou prepara o print do celular para preparar o chá de hortelã aí em sua casa!

Ingredientes:

  • Uma xícara de chá de hortelã;
  • 500 mL de água.

            Modo de preparo:

  • Lave as folhas de hortelã;
  • Aqueça a água e, quando ela começar a levantar fervura, adicione as folhinhas de hortelã;
  • Desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe de repouso durante 10 minutos;
  • Coe o chá e sirva.

            Sabemos que você vai querer tomar bastante o chá de hortelã para emagrecer, quem nunca fez isso que atire a primeira pedra! A dica que dou é: vá com CALMA! Você viu que essa planta, quando ingerida em grandes quantidades, pode ser tóxica. Caso você tenha problemas no fígado ou renais, proponho que consuma outro tipo de chá para auxiliar em seu processo de emagrecimento. Não é necessário fazer e tomar mais do que os 500 mL de chá por dia (você pode beber durante o dia, sem problemas, não precisa consumir tudo de uma vez).

            Caso esteja muito calor, você pode esperar esfriar e tomar. Se você não gosta de tomar o chá sem aquele gostinho doce, pode colocar uma colher de chá de mel para adoçar, nada de açúcar! Se quiser potencializar o efeito do chá, pode adicionar gengibre e limão. Vou escrever a receita abaixo:

            Chá de hortelã com gengibre e limão

            Ingredientes:

  • Uma xícara de chá de folhas de hortelã frescas;
  • 500 mL de água;
  • Suco de ½ limão;
  • Uma colher de chá de gengibre ralado.

            Modo de preparo:

  • Lave bem as folhas de hortelã, limão e gengibre;
  • Rale o gengibre;
  • Aqueça a água e, quando ela começar a levantar fervura, adicione as folhinhas de hortelã e gengibre;
  • Desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe de repouso durante cinco a 10 minutos;
  • Coe o chá e misture com o suco de um limão;
  • Sirva.

Conclusão

            A hortelã é uma ótima aliada no processo de emagrecimento, principalmente se fizer uso da mesma em conjunto com reeducação alimentar e prática de exercícios. Seu uso deve ser feito com parcimônia, pois, se ingerida em grandes quantidades, pode ser tóxica para o indivíduo. Além de emagrecer, essa erva possui grandes propriedades anti-inflamatórias, antissépticas, antioxidantes, fibras e nutrientes que fazem bem ao nosso organismo. Espero que vocês tenham gostado do conteúdo. Até a próxima!

Fontes

  1. https://www.scielo.br/pdf/rbpm/v16n4/a18v16n4.pdf
  2. https://static.scielo.org/scielobooks/xf7vy/pdf/almeida-9788523212162.pdf
  3. https://www.scielo.br/pdf/rbpm/v18n2/1516-0572-rbpm-18-2-0547.pdf
  4. https://tabnut.dis.epm.br/index.php/alimento/02065/hortela-fresco
  5. https://repositorio.unesp.br/handle/11449/108581
  6. https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/100662/1/folder-hortela-pimenta.pdf
  7. https://www.scielosp.org/article/csc/2017.v22n8/2703-2712/