Desde sempre as plantas vêm sendo utilizadas pelos humanos com os mais diferenciados objetivos, para além da alimentação –repelente de insetos, para o alívio de dores, na cicatrização de ferimentos etc. Com o avanço da tecnologia, as pesquisas a composição dos vegetais e seus reais benefícios à saúde foram aprimoradas e hoje seus compostos bioativos já podem ser extraídos e utilizados largamente na medicina.1,2

O koubo e os seus benefícios para a saúde e a perda de peso

Com certeza você já viu essa fruta – possivelmente ela já até faz parte da sua alimentação no dia a dia. Mas você conhece suas propriedades benéficas ao organismo?

A pitaya, uma espécie de cacto, muito comum nas zonas desérticas da América do Sul, por si só já é uma fruta riquíssima em vitaminas e minerais extremamente benéficos à saúde: é fonte de vitaminas A e C, essenciais para a imunidade e a saúde da pele e cabelos, além de potássio e magnésio. As suas fibras são excelentes para o funcionamento do intestino, a redução do colesterol e o amento da saciedade. Além disso, a pitaya possui substâncias antioxidantes, como os polifenóis, que combatem o envelhecimento precoce e previnem doenças degenerativas, como Alzheimer e alguns tipos de câncer. As suas sementes também possuem ácidos graxos essenciais, que contribuem para a prevenção de doenças cardiovasculares.3

O koubo é um extrato obtido da pitaya que, quando utilizado como suplemento fitoterápico, traz inúmeros benefícios ao organismo. Um dos principais efeitos observados com a utilização do koubo é a sua potente ação inibidora de apetite, graças à tiramina, que prolonga a sensação de saciedade – o que se mostra extremamente benéfico para os casos em que o objetivo é o emagrecimento. Além disso, o koubo estimula a produção de glucagon pelo organismo, hormônio responsável por mobilizar o acúmulo de gordura no organismo para a produção de energia, o que também contribui para a perda de peso. O koubo também possui efeito diurético, favorecendo a eliminação de líquidos e reduzindo a sensação de inchaço.2,3

Devido à presença de ácidos graxos essenciais e antioxidantes, o koubo também contribui para a regulação dos níveis dos ditos colesterol bom e ruim (HDL e LDL), que podem se apresentar alterados nos indivíduos com sobrepeso ou obesidade, reduzindo assim os riscos de comorbidades decorrentes dessa alteração, como as doenças cardiovasculares, e também melhora a aparência da pele e combate o envelhecimento precoce.

Quais os efeitos colaterais do uso do koubo?

Devido ao seu enorme potencial, seu baixo custo e ao grande interesse farmacêutico, o mais importante é adquirir esse suplemento de marcas confiáveis.

O koubo possui poucos efeitos colaterais conhecidos, dentre os quais o aumento dos níveis de glicose no sangue e por esse motivo seu uso é contraindicado em indivíduos diabéticos. O koubo também não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou amamentando ou que apresentem síndrome do ovário policístico.

Também é importante consultar um médico ou nutricionista para que a prescrição de uso e quantidade seja feita de forma individualizada.

1 PRADO, C.N. et al. O uso de fitoterápicos no tratamento da obesidade. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo v.4, n.19, p.14-21, Jan/Fev. 2010.

2 TEIXEIRA, G.S. et al. Plantas Medicinais, Fitoterápicos e/ou Nutracêuticos Utilizados No Controle Da Obesidade.

3 DIAS, P.S.M. Composição Centesimal, Atividade Antioxidante, Teor De Compostos Fenólicos E Ecotoxicidade Da Polpa De Frutos De Pitaia Branca (Hylocereus Undatus) E Pitaia Vermelha (Hylocereus Polyrhizus). Juiz de Fora, 2016.