Óleo de cártamo emagrece

O óleo de cártamo é um alimento que possui diversos benefícios para o organismo, sendo que um deles é ser aliado de quem deseja emagrecer. Mas para a perda de peso acontecer, é importante saber como ele funciona.

E se você quer descobrir tudo sobre o óleo de cártamo: como ajuda no emagrecimento, como deve ser consumido, quanto pode ser ingerido, onde encontrar e quais os cuidados com o seu uso, continue lendo este arquivo. Aqui você vai encontrar isso e muito mais. Confira!

O que é óleo de cártamo?

O óleo de cártamo é uma substância extraída das sementes da planta chamada cártamo, sendo que esse é apenas um dos seus nomes. Outros são açafrão-bastardo, bem como açafroa, açafrol, açafrão-agreste, além de açafrão-dos-tintureiros e açafrão-bravo.

O cultivo do cártamo é bastante antigo, inclusive, para tingir tecidos. Só nos últimos 50 anos, o seu óleo passou a ser utilizado na culinária, sendo que se assemelha ao óleo de girassol em termos nutricionais, além de não possuir cor e nem sabor.

Também é empregado na fabricação de margarinas e pode ser encontrado em forma de cápsulas.

Composição

O óleo de cártamo se destaca nutricionalmente porque, assim como outros óleos vegetais, é rico em boas gorduras, como o ômega e o ômega 9. Possui ainda vitamina E, vitamina K e, em menor quantidade, vitamina A.

Como funciona o óleo de cártamo?

Esse óleo funciona no organismo de uma série de maneiras, permitindo que os seus nutrientes contribuam para diferentes funções do organismo, além de ajudar a prevenir doenças. Por isso, é um alimento que pode entrar no seu cardápio.

O óleo de cártamo é usado no preparo de refeições e para temperar saladas. Já que não possui gosto, combina com uma ampla variedade de pratos. Também pode ser encontrado em cápsulas indicadas para emagrecer.

Quais as propriedades do óleo de cártamo?

Entre as boas gorduras que o óleo de cártamo tem em sua composição está o ômega 6, que está em altas concentrações. Trata-se de um ácido graxo de importante para o bom funcionamento do organismo, mas que não é produzido por ele e deve ser consumido. 

O óleo de cártamo tem ainda ômega 9, mais um ácido graxo necessário, sendo que atua principalmente na função cerebral, crescimento e desenvolvimento. Já a vitamina E conta com potente efeito antioxidante.

Por isso, combate os radicais livres que se alojam no organismo a fim de promover o envelhecimento precoce das células, levando ao desenvolvimento de muitas doenças. Embora em quantidade pequena, o óleo de cártamo possui vitamina A.

É mais uma substância antioxidante. Já a vitamina K desempenha papel importante no processo de coagulação do sangue e construção dos ossos. Outros nutrientes são os fitoesterois, responsáveis, em especial, por regular as taxas de colesterol do corpo.

o que é Óleo monoinsaturado?

O ômega 9 é um óleo monoinsaturado, que ajuda em muito na prevenção de doenças cardiovasculares. Além disso, tem ação anti-inflamatória e consegue interferir no aumento do bom colesterol, o HDL. Por outro lado, consegue diminuir o colesterol ruim, o LDL.

o que é Óleo poli-insaturado?

O ômega 6 é um óleo poli-insaturado essencial para o organismo. Sua contribuição é melhorar o processo de cicatrização, além de fortalecer o sistema imunológico. Também auxilia o tratamento de queda de cabelo e facilita a queima de gordura corporal.

Quais as Propriedades para a saúde?

Tanto o ácido graxo ômega 6 quanto o ômega 9 são insaturados, ou seja, gorduras boas de origem predominantemente vegetal, embora também estejam em alguns peixes. A sua maior contribuição é reduzir os níveis do colesterol ruim.

Mas não deve ser consumida em excesso, uma vez que pode levar a doenças coronarianas. As gorduras insaturadas podem ser poli-insaturadas ou monoinsaturadas.

As primeiras, como o ômega 6, além do ômega 3, não são produzidas pelo corpo, sendo necessário ingeri-las através da alimentação. E mesmo que ajude a controlar os níveis de colesterol, pode reduzir o colesterol bom também, além do ruim.

Já as monoinsaturadas, como o ômega 9, são mais eficientes para regular o colesterol, pois só diminui os níveis do colesterol ruim e estimula o aumento do bom. Assim, previne as doenças cardiovasculares.

O óleo de cártamo é rico em calorias?

Da mesma forma que acontece com outros óleos vegetais, o óleo de cártamo é rico em calorias, sendo que uma colher de chá possui em torno de 120 calorias. Porém, isso não significa que deve ser excluído do cardápio. O grande segredo está na moderação.

Óleo de cártamo contém fitosteróis

Os fitosteróis do óleo de cártamo são outros aliados da saúde, já que estudos indicam que o seu consumo diminui de maneira expressiva o risco de algumas doenças cardiovasculares. Entre elas, ataques cardíacos e doença coronariana.

Isso porque os fitosteróis atuam nos níveis de colesterol, ajudando a regulá-los. Como resultado, essas substâncias previnem outras doenças, como as cardíacas, hipertensão, derrame, diabetes e alguns tumores, como de mama e colorretal.

Óleo de cártamo contém ômega 6?

Um dos grandes trunfos do óleo de cártamo é conter significativos níveis de ômega 6, que está em maior quantidade nesse alimento do que o ômega 9, em uma proporção de 70% para 30%. Esse é um ácido graxo que todas as células do corpo precisam.

Além desse óleo, outros alimentos possuem o ômega 6. É o caso das nozes, amendoim e as sementes e o óleo de girassol, bem como óleo de soja e canola. No entanto, mesmo sendo tão benéfico, o seu consumo excessivo está associado ao agravamento de doenças.

Entre elas, asma, acne, problemas reumáticos e doenças autoimunes, pois esse ácido graxo aumenta a inflamação do organismo e dificulta a função respiratória.

Ácido Linoleico Conjugado (CLA)

Embora haja indícios de que o óleo de cártamo possa ser uma fonte de ácido linoleico conjugado, o CLA, existem controvérsias sobre o assunto. O CLA é um tipo de ácido graxo que está associado à perda de peso.

A questão é que, segundo especialistas, o óleo de cártamo, rico em ácido linoleico (outro nome dado o ômega 6), quando ingerido em certa quantia, se transforma em CLA. Porém, outros estudiosos dizem que isso não acontece.

Linolen (óleo de cártamo)

O Linolen é uma das tantas marcas de óleo de cártamo em cápsulas como suplemento alimentar. Da empresa Nutrilatina, esse produto é rico em ômega 6, assim como a versão em óleo do alimento.

Também oferece propriedade antioxidante e afirma contribuir com o emagrecimento, uma vez que o suplemento contribui com a eliminação das gorduras acumuladas. Isso acontece, segundo o fabricante, porque o ômega 6 inibe a ação da enzima lipase lipoprotéica.

Essa enzima transfere a gordura da corrente sanguínea para dentro das células. Já o seu consumo deve ser feito antes das principais refeições, sendo que também ajuda a perder peso porque a concentração do óleo de cártamo das cápsulas oferece maior saciedade.

quais os Benefícios do óleo de cártamo?

São muitos os benefícios do óleo de cártamo, quando ingerido em quantidades seguras. Veja quais são eles a seguir:

  • Ajuda a controlar o colesterol do organismo, uma vez que é fonte de ácidos graxos insaturados;
  • Contribui regulando os níveis de triglicerídeos, por conta do ômega 9 que possui;
  • Oferece ação antioxidante para o corpo, graças às vitaminas A e E que estão presentes na sua composição;
  • Aumenta a sensação de saciedade, o que é essencial para perder peso, pois retarda o esvaziamento gástrico e a pessoa demora mais tempo para sentir fome;
  • Auxilia o tratamento de diabetes, uma vez que diminui os níveis de açúcar no sangue em jejum;
  • Ampara a redução da gordura do abdômen, graças ao ômega 6, já que esse ácido graxo favorece a queima de calorias, embora não seja totalmente comprovado esse benéfico;
  • Evita e ajuda a tratar o câncer de mama, porque consegue inibir a atividade do tumor no organismo, no entanto, não é 100% confirmando esse benefício, sendo que outros estudos indicam que até pode ajudar no desenvolvimento da doença.

Como tomar óleo de cartamo para emagrecer?

A melhor forma de consumir o óleo de cártamo para emagrecer é por meio do seu uso do óleo in natura. Se utilizado com moderação em pratos diversos e, inclusive, ao temperar saladas pode contribuir com a perda de peso.

Vale lembrar que, por se tratar de um óleo, é extremamente importante evitar o seu excesso, pois é rico em calorias. E o ômega 6, embora ofereça uma série de benefícios, segundo estudos, se ingerido excessivamente pode causar problemas para o organismo.

Dessa forma, é possível recomendar o consumo de uma colher de chá. No caso das cápsulas, podem ser tomadas duas por dia, embora haja suplementos alimentares de óleo de cártamo que indiquem a ingestão de três unidades por dia.

 Por isso mesmo, o mais seguro é conversar com o seu médico sobre a melhor quantia para ser consumida por dia de acordo com o seu perfil. Afinal, a quantidade exata, na verdade, depende de cada pessoa, bem como da frequência que vai usar e dos seus objetivos.

Óleo de cártamo emagrece quantos quilos?

Mais uma questão que é bastante individual e depende de cada pessoa é sobre quantos quilos é possível emagrecer usando o óleo de cártamo. Mesmo que haja indícios de que se trata de um alimento benéfico para a perde de peso, ele não vai fazer nada sozinho.

Quem deseja emagrecer deve ter ainda uma alimentação saudável e equilibrada. Dessa forma, além de usar o óleo para preparar alimentos quentes, refogando-os, por exemplo, e usá-lo para temperar saladas, deve comer também todos os grupos alimentares.

O melhor é combinar em todas as refeições fontes de carboidratos integrais, proteínas magras e a imensa variedade de frutas, legumes e verduras. Só assim é possível emagrecer com saúde e obter resultados duradouros.

Como tomar o óleo de cártamo?

Quem optar por usufruir dos benefícios do óleo de cártamo através das cápsulas de suplementos deve seguir a recomendação do fabricante, que pode variar. Além disso, antes de iniciar o tratamento com o produto faz bem conversar com o seu médico.

E mais, é essencial ter o cuidado de armazenar bem o óleo de cártamo, seja a embalagem com o óleo seja a do suplemento. Independente do caso, entretanto, o produto deve fica sempre bem fechado, em local seco e arejado.

É recomendado, ainda, conferir a data de validade do produto e em quanto tempo ele deve ser consumido depois que a embalagem for aberta. Essas informações podem mudar de acordo com o fabricante.

Óleo de cártamo emagrece mesmo em quanto tempo?

O tempo que demora para uma pessoa emagrecer usando o óleo de cártamo no seu dia a dia depende, principalmente, dos demais alimentos que são ingeridos durante as refeições. Mesmo que o alimento possa ajudar a queimar gorduras, isso é só uma parte do trabalho.

Dessa maneira, o tempo certo para emagrecer com a ajuda do óleo depende da qualidade das suas refeições, bem como da intensidade das atividades físicas que realiza diariamente.

Basicamente, quanto mais você comer de forma saudável e fazer exercícios físicos regulares, antes vai conseguir chegar ao seu peso ideal.

Ele murcha as células de gordura!

Embora não seja totalmente comprovado, estudos apontam que o óleo de cártamo murcha as células de gordura, uma vez que ajuda na sua eliminação. Isso aconteceria por causa do ômega 6, que funcionaria como um catalisador da queima de gordura.

Dessa forma, o ácido graxo levaria calor para os órgãos, fazendo com que eles trabalhassem com mais agilidade, ou seja, exigindo mais energia do corpo. A consequência é um maior gasto calórico, inclusive, na região do abdômen e do quadril.

Óleo de chia com cártamo emagrece?

Existem suplementos alimentares que aliam o óleo de cártamo à chia, semente essa também rica em boas gorduras que pode contribuir com a perda de peso. A chia conta ainda com altos níveis de proteína, combinação perfeita para saciar a fome por mais tempo e emagrecer.

Por isso, há no mercado muitos suplementos alimentares que aliam os dois alimentos em um só. Mas você também pode incluir as sementes de chia no cardápio do seu dia a dia. A chia é encontrada ainda em forma de óleo e oferece grande variedade de benefícios para a saúde.

Óleo de cártamo com cafeína emagrece?

A cafeína é mais uma substância famosa por contribuir com o emagrecimento, pois se trata de um alimento termogênico. Isso quer dizer que, depois de ingerida, o corpo precisa de mais energia para digeri-la, elevando a temperatura do corpo.

Essa elevação da temperatura corporal ocasiona o aumento do metabolismo e, por consequência, o aumento também da queima de calorias. Por isso, existem no mercado diferentes suplementos com essa combinação.

 Porém, nada impede que você use o óleo nas refeições e consuma a cafeína por meio dos chás emagrecedores, como o verde, o preto, o mate e outros.

Óleo de coco com cártamo emagrece?

O óleo de coco é bastante famoso por ser um aliado de quem deseja chegar ao peso ideal, pois é rico em boas gorduras que aceleram o metabolismo. Além disso, conta com diversas outras vantagens para o bem-estar e funcionamento do organismo.

Porém, vale lembrar que se tratam de dois tipos de gorduras que, mesmo sendo saudáveis, podem levar ao consumido excessivo de gorduras. Por isso, ao combinar esses dois óleos é preciso agir com extrema moderação e cuidado.

Óleo de coco com cártamo em cápsulas emagrece mesmo?

O óleo de coco com cártamo em cápsulas pode ajudar no emagrecimento, mas isso vai depender, principalmente, da qualidade das suas refeições. Afinal, só fazer uso do suplemento não vai promover a perda de peso.

O produto pode saciar a fome por mais tempo e contribuir com a queima de calorias. Mesmo assim, você deve comer com moderação, dar preferência aos alimentos saudáveis e de todos os grupos alimentares. Atividades físicas e bons hábitos são outros aliados importantes.

Qual melhor óleo de cártamo?

Há no mercado uma grande oferta de produtos com óleo de cártamo, tanto o óleo in natura quanto os suplementos alimentares. Todos exigem cuidados na hora de serem comprados. O melhor é escolher por marcas confiáveis.

Também é necessário ler o rótulo dos produtos e conferir se são produtos puros, contendo apenas o óleo de cártamo em sua composição. Veja ainda a data de validade e quanto tempo dura depois de ser aberto.

Dessa forma, fica mais fácil avaliar se você consegue consumi-lo durante a sua validade. No caso dos suplementos, se houver outros ingredientes na fórmula deve ser apenas aqueles que você espera encontrar.

Vale a pena conversar com amigos, familiares e mesmo procurar na internet a avaliação sobre os produtos. Tudo isso contribui para que a sua compra seja a mais assertiva possível.

Onde comprar óleo de cártamo?

O óleo de cártamo pode ser comprado em mercado e lojas de produtos naturais. O seu suplemento é encontrado mais facilmente pela internet, sendo que em lojas físicas de suplementos também está à venda.

Principalmente, nas lojas virtuais, é preciso verificar ainda se o site é de confiança. Como a oferta do produto é grande, você pode ainda pesquisar a opção que oferece o melhor preço. Esteja atento às promoções.

Posso fazer uso do produto amamentando?

Os suplementos alimentares, de forma geral, não são recomendados às mulheres que estão amamentando, tampouco às gestantes. Então, o melhor é evitar o óleo de cártamo em cápsulas ao longo da amamentação.

Mulheres grávidas e lactantes devem evitar ainda a ingestão do óleo de cártamo in natura. Isso porque, embora não haja pesquisas sobre as possíveis implicação no bebê durante a amamentação, sabe-se que pode causar contrações e induzir ao parto prematuro.

Quem tem pressão alta pode consumir óleo de cártamo?

O óleo de cártamo pode derrubar a pressão arterial, por isso, quem sofre de pressão baixa deve se cuidar. Já indivíduos com pressão alta podem consumi-lo, desde que com moderação, mas se pretende tomá-lo regularmente é melhor conversar com o seu médico.

Consumir antes ou após atividade física?

É possível tomar o óleo de cártamo antes do treino, pois estudos mostram que ele ajuda a aumentar a síntese de proteína muscular, efeito esse essencial para ganhar massa muscular.

Quais os benefícios além de emagrecer?

Além de contribuir com a perde de peso, o óleo de cártamo oferece demais benefícios. Entre eles, ajuda a regular a diabetes, os níveis de colesterol e de triglicerídeos, além de prevenir o câncer de mama, embora não seja um benefício totalmente comprovado.

Precauções

O ômega 6 é uma boa gordura encontrada em muitos alimentos, inclusive, industrializados, sendo que é importante evitar o seu consumo excessivo. Por isso, o óleo de cártamo deve ser ingerido com muita moderação.

Além disso, o ômega 6 inibe a ação do ômega 3, outra boa gordura com efeito anti-inflamatório, que é menos abundante nos produtos e alimentos. Mais uma razão para a moderar, sem contar que ômega 6 pode levar à inflamação do organismo.

Também pode facilitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, artrite, depressão e até câncer.

Efeitos colaterais do óleo de cártamo

Além de facilitar o aparecimento de diferentes problemas quando consumido de forma exagerada, o óleo de cártamo no curto prazo pode provocar efeitos colaterais. Entre eles, estão os seguintes:

  • Problemas digestivos;
  • Pressão baixa;
  • Reação alérgica, como manchas na pele;
  • Hemorragia;
  • Problemas cardíacos;
  • Aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Dor no peito.
  • Óleo de cártamo emagrece – Conclusão

    O óleo de cártamo é um óleo vegetal que pode fazer parte do dia a dia, desde com moderação, para que seja possível beneficiar-se de todas as suas vantagens para o organismo. Afinal, se trata de um alimento rico em ômega 6, importante para o corpo.

    No entanto, entre os seus benefícios, o que mais causa controvérsia é justamente o emagrecimento. Se, por um lado, ele sacia a fome por mais tempo e queima mais calorias porque aquece o corpo, é também um alimento calórico.

    Mais uma razão para ser consumido com moderação, além de ser uma opção menos eficiente do que outros alimentos considerados emagrecedores. O melhor a fazer, portanto, para emagrecer é usar o óleo de cártamo e ter uma alimentação equilibrada e saudável.

    Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

    Leave a Reply: