Remédio Para Emagrecer Faz Mal?

Pensando em lançar mão de medicamentos para eliminar o sobrepeso? Antes, leia este post e descubra se remédio para emagrecer faz mal ou não.

Em 2016 o senado aprovou um projeto de lei liberando a comercialização dos chamados inibidores do apetite.

A liberação permite a venda de remédios emagrecedores fabricados a partir das seguintes substâncias:

  • Mazindol
  • Anfepramona
  • Femproporex
  • Sibutramina e também seus isômeros e sais e ainda seus intermediários.

Com isso, muita gente que tem dificuldade em emagrecer passou a ver a possibilidade de eliminar o peso em excesso com mais facilidade.

No entanto, inúmeras dúvidas giram em torno destes medicamentos, mas será mesmo que o remédio para emagrecer faz mal?

A princípio, leve em consideração que remédio emagrecedor algum vai realizar um milagre em sua vida e um dos grandes problemas aqui é que a maioria das pessoas acredita que sim.

Então, saiba que mesmo usando determinadas substâncias para emagrecer, é necessário manter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas.

Mas e aí, dá para dizer que remédio para emagrecer faz mal ou é apenas mito?

De certo, estamos diante de um assunto muito polêmico e que, de certa forma, divide até os profissionais da área.

Se, por um lado, alguns médicos afirmam que os remédios emagrecedores são uma arma eficaz na hora de perder peso, outros acreditam que tais substâncias apenas devem ser usadas em último caso, devido aos malefícios que podem causar à saúde.

Vamos então evidenciar as principais dúvidas à cerca dos medicamentos para perder peso.

Veja também o artigo remédio para emagrecer amamentando e tenha acesso a alternativas mais saudáveis.

Remédio Para Emagrecer Faz Mal? Veja quais são os Riscos

Quais os tipos de remédios emagrecedores e de que forma atuam no organismo?

A priori, existem três grupos de medicamentos que ajudam na perda de peso:

  • Anorexígenos
  • Sacietógenos
  • Inibidores da absorção de gordura

Todos os três grupos apresentam efeitos colaterais, no entanto, os inibidores de absorção de gordura são os que apresentam menos.

Os anorexígenos agem no corpo inibindo nosso apetite, ou seja, diminuindo a vontade de comer.  Trata-se das anfetaminas.

  • Manzidol
  • Anfepramona
  • Femproporex

Hoje em dia, os médicos deixam para prescrever estes medicamentos após o uso dos outros grupos e quando não há sucesso no tratamento.

Isso porque a anfetamina é, sem dúvida, a substância que mais oferece efeitos colaterais.

Já os sacietógenos agem estimulando a saciedade. Não é que você não sentirá fome, mas se sentirá saciado com uma quantidade menor de alimentos.

O sacietógeno mais popular é a sibutramina que além de promover saciedade ainda aumenta o gasto calórico.

Por fim, o último grupo são os inibidores de absorção de gordura. Tendo em vista que não agem no sistema nervoso, não suprimem o apetite.

Estes medicamentos conseguem evitar que nosso corpo absorva 30% da gordura que ingerimos. Os mais importantes Cetilistate e o Orlistat.

Quando é Recomendado Usar um Remédio Emagrecedor?

Independente de chegarmos a uma conclusão se o remédio para emagrecer faz mal ou não, vale ressaltar que todos eles só devem ser usados com prescrição médica.

Somente um profissional especializado pode afirmar se você realmente pode e deve fazer seu uso.

Em suma, qualquer medicamento emagrecedor só pode ser prescrito quando algumas opções já foram descartadas:

Quando o paciente está acima do peso mesmo tendo feito reeducação alimentar e praticado atividades físicas com frequência durante alguns meses;

Em pacientes que sofrem com obesidade mordida não revertida com bons hábitos alimentares;

Crianças Podem Tomar Remédio Para Emagrecer?

Tal indicação é muito rara, mas pode ser feita quando o indivíduo sofre com obesidade e seu peso é fator de risco para outras doenças mais graves.

Segundo endocrinologistas, no caso de crianças e adolescentes os resultados com reeducação alimentar e exercícios físicos dão ótimos resultados.

Todavia, as substâncias mais utilizadas são as inibidoras de absorção de gordura.

Os outros grupos que atuam diretamente no sistema nervoso central não são indicados nessa faixa etária.

Isso porque ainda não se sabe quais efeitos podem provocar, já que em adultos as reações já são importantes.

O uso Frequente Causa Dependência?

Sim, de acordo com pesquisas realizadas estes remédios podem causar dependência se ingeridos por mais de 4 meses.

Por conseguinte, mesmo que o grau de dependência seja considerado baixo, trata-se de uma vinculação psicológica e física.

Geralmente, esse tratamento medicamentoso é aliado à reeducação alimentar e exercícios.

Portanto, assim que o paciente consegue sair do estado de obesidade, o medicamento deve ser descontinuado.

Por Quanto Tempo Devem Ser Tomados?

Na verdade quem faz essa avaliação é o médico. O mesmo precisa fazer uma avaliação a cada mês.

O tratamento é interrompido o quanto antes, a fim de evitar qualquer grau de dependência.

Existe Contraindicação?

As substâncias que agem no sistema nervoso central também interferem no funcionamento cardiovascular, logo, são contraindicados em algumas ocasiões:

  • Hipertensão
  • Diabetes tipo 2
  • Arritmia cardíaca
  • Depressão
  • Transtorno de humor
  • Impulsos compulsivos
  • Glaucoma

Já os inibidores de absorção de gordura não devem ser utilizados por quem sofre com inflamações no intestino.

Quem Usa Pode Fazer Exercício Físico?

Quem faz uso destes remédios deve fazer atividades físicas, mas antes é necessário realizar testes e durante o treino é fundamental o monitoramento cardíaco.

Quando Interromper o Tratamento, Volto a Engordar?

 É muito comum voltar a ganhar peso após o fim do tratamento medicamentoso.

Entretanto, quando se mantém uma alimentação saudável e os exercícios isso não acontece.

São Diuréticos?

Sim. A maior parte destes medicamentos é diurética.

O Remédio Pode Deixar de Fazer Efeito?

Sim. Após um tempo prolongado, aproximadamente 6 meses, é possível que deixem de fazer o efeito necessário.

Como pode observar o remédio para emagrecer faz mal quando usando de forma indiscriminada, então procure um médico e veja se precisa.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.